Domingo, 5 de dezembro de 2021
informe o texto

Notícias | Educação

Aluna de escola pública de Vila Rica faz vídeo sobre violência doméstica e relacionamentos abusivos

Camilla Rodrigues, de 18 anos, produziu um vídeo de uma campanha depois de uma aula de artes. Vídeo traz sequência de cenas que representam relacionamento abusivo do início ao fim

25/01/2020 | 09:11

G1

Aluna de escola pública de Vila Rica faz vídeo sobre violência doméstica e relacionamentos abusivos

A estudante Camilla Rodrigues de Vila Rica

Foto: Reprodução

A estudante Camilla Rodrigues, de 18 anos, produziu um vídeo de uma campanha contra a violência doméstica e de prevenção ao feminicídio, depois de uma aula de artes, na Escola Estadual Maria Esther Peres, que fica em Vila Rica, a 1.276 km de Cuiabá. O professor da disciplina pediu que os alunos fizessem um trabalho com tema livre.

Camilla optou por retratar os efeitos da violência doméstica e usou a técnica "stop motion", animação feita no computador ou com câmeras fotográficas. O vídeo traz uma sequência de cenas que representam um relacionamento abusivo do início ao fim.

"Pesquisei sobre o tema, desde quando o professor passou o trabalho. Queria algo que transmitisse uma mensagem para a sociedade. Fui pesquisar sobre a violência doméstica e feminicídio e vi que era algo que eu queria falar," explicou.

A estudante lamenta que os casos de violência sejam tão frequentes.

"Infelizmente a violência doméstica é algo que acontece muito hoje. Muitas mulheres são mortas, espancadas, violentadas, não só de forma física, mas psicológica e verbal também. É importante falar sobre isso", declarou.
Estudante fez vídeo para alertar sobre feminicídio

Ela explica que a ideia da produção é mostrar que no início do relacionamento as mulheres não percebem as atitudes abusivas.

"No começo (do relacionamento) sempre é muito bom, não parece algo ruim. E, só depois, quando a mulher passa por situações extremas é que ela percebe. Infelizmente, nem sempre ela consegue sair de uma relação desse tipo", avaliou.

No 3º ano do ensino médio, ela defende a discussão do tema em todas as disciplinas desde o ensino fundamental. Veja o vídeo.

Orgulho

O projeto surgiu na aula do professor Leomar Pacheco. A turma de Camilla é uma das 22 para as quais ele leciona. Entre as atividades que ele passa diariamente aos alunos. O resultado do trabalho de Camilla o surpreendeu.

Ele disse que o vídeo gerou repercussão.

"Fiquei emocionado. É muito impactante. Às vezes a gente propõe atividades simples, e muitos alunos não dão atenção. Então vem um aluno e faz algo tão significativo. A arte tem esse papel de fazer com que as pessoas reflitam e que sejam impactadas pelo que é belo e pelo que não é", enfatizou.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet