Quarta-feira, 19 de janeiro de 2022
informe o texto

Notícias | Política

No WhatsApp, Selma xinga dirigente de sigla de "canalha” e "pulha"

Hélio da Silva alegou "decepção coletiva" e pediu a expulsão da senadora do Podemos

07/02/2020 | 09:44

Mídia News

No WhatsApp, Selma xinga dirigente de sigla de

A senadora Selma Arruda, que bateu boca com companheiro de chapa

Foto: Victor Ostetti/MidiaNews

A senadora cassada Selma Arruda (Podemos) e o sociólogo Hélio da Silva protagonizaram um bate-boca por meio de trocas de mensagens em um grupo de lideranças do Podemos no WhatsApp.

Selma não poupou críticas ao dirigente, a quem ela classificou, entre outros adjetivos, como “canalha” e "pulha". 

A discussão é motivada por uma representação feita por Hélio, pedindo a expulsão de Selma. No documento, o sociólogo publicou trechos de entrevistas concedidas por Selma recentemente e afirmou que ela estaria apoiando uma eventual candidatura do vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) à eleição suplementar ao Senado.

Isso, conforme Hélio, “deixa evidente o seu descompromisso com o partido, bem como total indiferença às regras estatutárias e, mais que isso, a sua conduta desleal com o partido que a acolheu, que a valorizou e que festejou o seu ingresso”.

Segundo o dirigente, Selma estaria ignorando o fato de que o Podemos irá lançar um candidato para a disputa, embora este nome ainda não tenha sido definido.

“Canalha, pulha”

Ao tomar conhecimento do pedido, a senadora fez um desabafo no grupo do qual Hélio também é integrante.

“Neste grupo há um canalha chamado Hélio Silva que assinou uma representação pedindo minha expulsão do partido. Já estou ciente. Para informação desse pulha e também dos companheiros do partido, nunca disse que apoiaria o Pivetta, muito menos praticaria infidelidade partidária”, disse Selma.

“Inclusive, porque para quem não sabe a chapa para senador é comporta por um titular e dois suplentes que podem sim ser de outros partidos. Ao contrário desse canalha que ontem mesmo estava no PDT, estou no Podemos por convicção política e reitero que meu apoio seguirá a orientação do meu líder no Senado, Álvaro Dias”, emendou ela.

Ainda na mensagem, a senadora sugeriu, sem citar nomes, que outra pessoas estariam por trás da representação feita pelo sociólogo.

Isto porque, segundo ela, Hélio não teria sequer capacidade para redigir tal documento.

“Desculpem minha exaltação, mas tem muita coisa que me causa muito nojo”, escreveu a senadora. 

“Tenha respeito”

Na sequência, o dirigente Hélio Silva rebateu as críticas feitas pela senadora.

“Não sou canalha, nunca tive um cheque devolvido, nunca tive reprovação das minhas contas” disse ele, em alusão ao fato de Selma ter tido o mandato cassado por crimes de Caixa 2 e abuso de poder econômico.

“Também nunca defendi candidaturas alheias a meu partido. Então, tenha respeito a um homem honrado e prove no devido processo que é inocente”, disse.

Foi o suficiente para a senadora disparar: “Vamos nos ver frente a frente e vamos ver se você é homem mesmo. Aguarde”.

Após as troca de farpas, membros do grupo manifestaram apoio a Selma: “Em nenhum momento a senadora nega que tem uma relação de amizade com o senhor Pivetta, o que não impede de apoiar o Meeiros para o Senado. Seria muito mais fácil chamá-la para prestar esclarecimentos, mas um pedido de expulsão é demais”, disse um deles.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet