Domingo, 20 de setembro de 2020
informe o texto

Notícias | Polícia

PC prende 13 de facção que ameaçava policiais em Água Boa

Empresário de Água Boa dava suporte aos crimes cometidos pela facção criminosa

15/09/2020 | 09:16 - Atualizada em 15/09/2020 | 09:20

Redação Olhar Alerta

PC prende 13 de facção que ameaçava policiais em Água Boa

Foto: Reprodução

A Polícia Civil de Água Boa deflagrou durante o final de semana a Operação Vespeiro com o objetivo de intensificar a repressão a crimes praticados contra uma facção criminosa atuante na cidade e em todo Estado de Mato Grosso. Treze pessoas suspeitas de integrar o grupo foram presas pelos crimes de roubo majorado e associação criminosa.

As diligências da operação contaram com apoio da Gerência de Operações Especiais (GOE) de Cuiabá que passou a atuar nos trabalhos e investigações no Médio Araguaia e reprimir a ação da criminalidade organizada.

Segundo o delegado titular da Delegacia de Água Boa, Gutemberg de Lucena, foi identificada a atuação do grupo criminoso em outras cidades da regional e recentemente houve um confronto em Ribeirão Cascalheira, ocasião em que um integrante da facção foi morto durante troca de tiros.

Na noite de quinta-feira (10), os criminosos praticaram o roubo majorado contra uma policial civil, ocasião em que entraram na residência e fizeram ela e o esposo de reféns.

Após o fato, a equipe da Polícia Civil iniciou as diligências e fez a condução de várias pessoas suspeitas de participação na organização criminosa e de envolvimento em diversos crimes como roubos, furtos e tráfico de drogas. Entre os investigados está um empresário da cidade que daria cobertura aos criminosos com apoio logístico às ações.

“No sábado, as forças policiais intensificaram as diligências em várias cidades da região, até localizar parte dos suspeitos em Barra do Garças”, disse o delegado.

Durante as diligências, as equipes da GOE e da Delegacia de Água Boa, com apoio de equipes de Barra do Garças, localizaram os suspeitos. Houve troca de tiros, sendo dois dos criminosos atingidos. Um deles não resistiu aos ferimentos e morreu no local, o outro foi socorrido e hospitalizado.

Após essa morte, um suposto “salve” da facção criminosa Comando Vermelho (CV), ameaçando responder com atentados estariam sendo circulados pelo WhatsApp por meio de áudioss, no qual a organização promete não deixar barato. Um dos alvos seria a residência do prefeito Roberto Farias e prédios públicos, como a delegacia. Após ter consciência dos ataques, o prefeito pediu providências à Segurança Pública, para salvaguardar sua integridade.

"Tô só esperando uma posição do mano pimenta [...] só esperando acionar na PCE lá entendeu, que pelo mano já era para ter explodido [...] tá esperando a voz maior lá de cima pra tá lançando aqui pra baixo o Vale do Araguaia, entendeu? Mas, vai surgir uma represália aí sim, já vamos ficar todo mundo na sintonia [...] falar pra você, eu tô pesado [...] o guri foi meu primeiro afilhado que batizei em Barra do Garças”, diz um dos suspeitos.

Treze pessoas ligadas à organização foram presas, além de serem recuperados vários objetos subtraídos, apreendidas armas de fogo, munições e drogas. As equipes continuam as diligências para identificar outros envolvidos.

Gutemberg de Lucena agradeceu o empenho da equipe do Delegacia e do Núcleo de Inteligência na repressão ao crime organizado, ressaltando o apoio do delegado Valmon Pereira e das Diretorias do Interior e de Atividades Especiais nas ações desenvolvidas, além das Delegacias de Barra do Garças e Confresa pelo apoio no trabalho para atingir toda a faixa da região Araguaia.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet