Sábado, 19 de junho de 2021
informe o texto

Notícias | Mato Grosso

Profissionais da Educação contrariam governo de MT e negam retomar aulas presenciais antes da vacinação contra Covid-19

De acordo com o Sintep-MT, a decisão do governo é considerada “insana”, já que os professores ainda não foram vacinados contra a Covid-19.

22/05/2021 | 09:28

G1 MT

Profissionais da Educação contrariam governo de MT e negam retomar aulas presenciais antes da vacinação contra Covid-19

O Sintep-MT se manifestou contra o retorno presencial sem que os profissionais estejam todos imunizados contra a Covid-19

Foto: Reprodução

Profissionais da Educação se reuniram nessa sexta-feira (21) e decidiram que não vão retomar as aulas presenciais no dia 7 de junho, contrariando a decisão do governo estadual, que anunciou o retorno para o próximo dia 7.

Em assembleia geral dos trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso, os profissionais decidiram permanecer em home office.

De acordo com o Sintep-MT, a decisão do governo é considerada “insana”, já que os professores ainda não foram vacinados contra a Covid-19.

“Reafirmamos a defesa pela vida e não retornaremos as atividades presenciais, nas unidades escolares, sem a vacinação e completa imunização dos trabalhadores da Educação”, disseram representantes do Sintep.

A categoria exige ainda a manutenção das atividades remotas (aulas e administrativas) por meio do teletrabalho e a manutenção do estado de greve.

Nos dias 31 de maio e 7 de junho devem haver novas reuniões para decidir os próximos encaminhamentos.

Decisão do governo
A Secretaria Estadual de Educação (Seduc-MT) anunciou na quinta-feira (20) que a retomada das aulas presenciais estava prevista para o dia 7 de junho deste ano.

Segundo o governo, os profissionais da Educação serão os próximos a serem vacinados contra a Covid-19, logo após o término da vacinação dos trabalhadores da segurança.

Conforme a definição, do dia 31 de maio a 4 de junho será realizada a semana de acolhimento aos professores e alunos. A partir do dia 7 de junho, as aulas seriam iniciadas de forma híbrida, com revezamento entre os estudantes.

Em nota, o Sintep-MT se manifestou contra o retorno presencial sem que os profissionais estejam todos imunizados contra a Covid-19.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • VALDIVINO FLAUZINO AZEVEDO 22/05/2021 | 13:07

    Pessoal!!! Não é justo que colequemos nossas vidas em jogo. Nos cuidamos, agora com mais esse pico, pra satisfazer ego de quem pouco se importa conosco? Vamos nos unir... Não devemos retornar até que tenhamos 100% de certeza.... a vida nos pertence. DEUS nos deu!!!....

 
Sitevip Internet