Domingo, 24 de outubro de 2021
informe o texto

Notícias | Agro

Pavimento de rodovia estadual entre Paranatinga e Canarana transforma agronegócio ao redor de 270 km

A MT-020 encurta em aproximadamente 200 km o trajeto do Médio e do Baixo Araguaia com Cuiabá

31/08/2021 | 07:41

O Pioneiro

Pavimento de rodovia estadual entre Paranatinga e Canarana transforma agronegócio ao redor de 270 km

Agro em expansão na MT-020

Foto: O Pioneiro

Quando o asfalto na MT-020 começou a ser construído e poucos se aventuravam a percorrer seus quase 270 km entre Canarana e Paranatinga para ir à capital Cuiabá, o que se via nas suas margens eram áreas de pastagens degradadas. Com logística ruim e terras que requeriam maiores investimentos para serem transformadas em lavouras, não se imaginaria que poucos anos depois, toda aquela região viraria um celeiro agrícola, mesmo a rodovia não estando pronta.

Hoje, os moradores do Médio e do Baixo Araguaia que adentram por Canarana para irem até Cuiabá passando por Paranatinga, se surpreendem com a transformação do entorno da MT-020, que virou quase tudo em lavoura, demonstrando a importância que tem uma rodovia pavimentada para uma região. Só quem mora em lugares sem ligação asfáltica, sabe o que é rodar por estradas de chão, com atoleiros na chuva e poeira na seca. Já dizia o velho ditado que o progresso não anda em estrada de chão.

O pioneiro de Canarana, Gilmar Dell Osbel, há seis anos comprou uma área de terra nas imediações da MT-020, localizada no município de Água Boa, bem próximo do distrito de São José do Couto, quase no meio do trajeto entre Canarana e Paranatinga. Quando ele iniciou a investir na Fazenda Mirante do Tesouro, as terras eram de pecuária degradada. Para rodar os mais de 100 km até chegar lá, só existiam 15 km de pavimento a partir de Canarana e, atualmente, está em fase final o asfaltamento dos últimos 10 km nesse trecho.
 
“Aumentou muito as lavouras na região por conta dos preços das commodities e outra pela quase conclusão da MT-020. Nós hoje plantamos dois mil hectares de soja e temos 1.300 hectares de pastagens onde trabalhamos com cria. Fazemos integração lavoura pecuária e na safrinha plantamos milho e capim. Estamos satisfeitos na região, com o clima e com a logística. Paranatinga foi o maior produtor de arroz do Brasil, então já existiam áreas abertas. Porém, como parte das terras tem silte, demorou mais para converter em lavoura. Mas tendo logística e preços bons, o produtor investe em terras siltosas também”, relata Gilmar.

O secretário de Agricultura de Paranatinga, Diego Café, disse que era um sofrimento para todo mundo quando a MT-020 era de chão. “Era um sofrimento danado. Sem asfalto o produtor sofre para trazer insumos, para retirar a safra. É caminhão que tomba, é atoleiro, é soja que arde. É prejuízo. Mas agora, com o asfalto, o produtor consegue trazer os insumos e tirar a safra com mais agilidade e sem prejuízos”. Outro ponto positivo da pavimentação é a valorização das terras ao redor da rodovia. Conforme Diego, muitos estão indo à Paranatinga para comprar fazendas, mas quem tem terra, não quer vender mais.

A Sedec (Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico) levantou a área plantada de lavoura em cada município de Mato Grosso. Pela Sedec, Canarana plantou na última safra 285 mil hectares com soja e 120 mil com milho. Já Paranatinga, pelos dados da Sedec, plantou 235 mil hectares com soja e 78 mil com milho. Porém, conforme levantamento da Secretaria de Agricultura de Paranatinga, repassados por Diego Café, o município já passou de 270 mil hectares com soja, sendo que boa parte desse crescimento vem acontecendo recentemente na área de influência da MT-020.

Para o prefeito de Paranatinga, Josimar Marques Barbosa (Marquinhos), além dos benefícios para o agro, a pavimentação movimenta também a economia da cidade. Sua opinião é que o governo Mauro Mendes vem dando atenção à região. “A MT-020 trouxe muitos benefícios para Paranatinga, que se tornou rota de que vem do Araguaia em direção a Cuiabá, o que movimenta todo o comércio. A pavimentação da rodovia também possibilitou a conversão de áreas em lavouras, o que igualmente movimenta a economia. O governador Mauro Mendes tem feito bastante pela nossa região e acredito que fará muito mais, com a conclusão da MT-020 e melhorias em outras rodovias que cortam nosso município”.



A MT-020 encurta em aproximadamente 200 km o trajeto do Médio e do Baixo Araguaia com Cuiabá. Dos 270 km, ainda restam 48 para serem concluídos até o final de 2.022, sendo que 10 km devem ser liberados para o tráfego ainda este ano. Depois de Paranatinga, atualmente os viajantes acessam a MT-130, que segue até Primavera do Leste. Essa rodovia será repassada para concessão à iniciativa privada, que fará melhorias em seu trajeto. E em breve, outro caminho estará à disposição, com a continuidade da pavimentação da MT-020 entre Paranatinga e Campo Verde/Chapada dos Guimarães. A distância pelas duas rotas será a mesma.

Com a conclusão do asfalto na MT-020 e da duplicação das pontes de concreto sobre quatro rios nesse trajeto, o trânsito dos moradores da região com Cuiabá se dará quase que totalmente por essa rota. Já o agronegócio continuará sua expansão na área de influência da rodovia, com o incremento de milhares de hectares de pastagens degradadas em lavouras de soja, de milho, de gergelim, de arroz e, agora, também, de algodão, transformando numa das maiores fronteiras agrícolas em crescimento no Brasil.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet