Segunda-feira, 18 de outubro de 2021
informe o texto

Notícias | Cidades

Seminário discute violência doméstica e familiar contra mulher indígena em São Félix do Araguaia

O evento começou na segunda-feira (04) e terminou na quinta-feira (07)

12/10/2021 | 07:19

Redação Olhar Alerta

Seminário discute violência doméstica e familiar contra mulher indígena em São Félix do Araguaia

O seminário reúne mulheres do Mato Grosso, Tocantins e Goiás

Foto: Reprodução

Aproximadamente 60 mulheres indígenas dos estados de Mato Grosso, Tocantins e Goiás participaram esta semana, em São Félix do Araguaia, de um seminário com temática voltada à violência doméstica e familiar. Um problema que, segundo as participantes, vem ocorrendo com frequência no âmbito das comunidades indígenas.

Palestrante do evento, o promotor de Justiça Phillipe Alves de Mesquita adiantou que estuda a possibilidade de implementar em São Félix do Araguaia o projeto Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, que já é desenvolvido pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso em alguns municípios. Afirmou, no entanto, que a iniciativa deverá passar por adequações para atender às peculiaridades locais, em especial, a dificuldade de comunicação e de acesso às comunidades, além do aspecto cultural.

“Estamos articulando um trabalho específico para o combate da violência doméstica contra a mulher indígena, atento às especificidades culturais e às dificuldades geográficas de locomoção que impedem uma plena eficiência neste momento”, assegurou o promotor de Justiça às participantes do evento.

O representante do MPMT também orientou as mulheres sobre direitos, instituições e equipamentos que se encontram disponíveis no município para o amparo e enfrentamento da violência contra a mulher. O procurador da República Álvaro Manzano também participou do seminário. Ambos esclareceram as dúvidas das participantes e falaram sobre as providências que devem ser tomadas nos casos de violência, reforçando a importância e a necessidade das mulheres denunciarem qualquer situação abusiva.

O evento começou na segunda-feira (04) e terminou na quinta-feira (07). Foi organizado pela Associação Indígena IjyIyhinã do Vale do Araguaia (ASIVA), com a colaboração do Coletivo de Mulheres Iny.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet