Quinta-feira, 27 de janeiro de 2022
informe o texto

Notícias | Polêmicas

Greve dos policiais penais continua em Água Boa, mesmo após nova decisão judicial e afastamento do presidente do sindicato

A multa pelo descumprimento foi aumentada para R$200 mil por dia, mas ainda sim não foi acatada

23/12/2021 | 10:23

Notícias Interativa

Greve dos policiais penais continua em Água Boa, mesmo após nova decisão judicial e afastamento do presidente do sindicato

Foto: Ascom Polícia Penal de Mato Grosso

Mesmo após nova decisão da justiça, a greve continua no Presídio de Água Boa.
 
O desembargador Pedro Sakamoto, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), determinou nessa quarta-feira (22), o afastamento imediato do presidente do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado (Sindspen) e aumentou a multa aplicada pelo descumprimento da decisão para R$ 200 mil, ratificando a ilegalidade da greve deflagrada pelos policiais penais no estado.
 
De acordo com o magistrado, a nova decisão é em razão da manutenção do movimento e pelo surgimento de 'fatos novos e gravíssimos', como a denúncia da negativa em receber novos presos que viriam de cidades do interior do estado.
 
Mesmo após essa decisão, os Policias Penais da Penitenciária Major Zuzi de Água Boa informaram que não irão recuar, não irão desfazer a greve, e permanecerão na mesma situação, em busca de aumento salarial.
 
Os policiais penais afirmaram que a greve não irá acabar. A busca do reajuste salarial perdura por uma década e nunca fora feito acordo com a classe, segundo os servidores. Segundo os Penais, a greve irá continuar em todo o Estado.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet