Quarta-feira, 19 de janeiro de 2022
informe o texto

Notícias | Agro

Pecuaristas do Norte Araguaia protestam após propaganda do Bradesco pelo fim do consumo de carne 1 vez por semana

Um boicote é planejado por diversos pecuaristas moradores da região

03/01/2022 | 14:26 - Atualizada em 03/01/2022 | 14:42

Redação Olhar Alerta Com Thaísa Santana

Pecuaristas do Norte Araguaia protestam após propaganda do Bradesco pelo fim do consumo de carne 1 vez por semana

Foto: Reprodução

Criadores de gado das regiões do Médio e Norte Araguaia mato-grossense protestam durante essa semana contra o Banco Bradesco após uma campanha publicitária sobre a “Segunda Sem Carne”.

Conforme apurou o site Olhar Alerta, a propaganda divulgada em plataformas sociais mostra três influenciadoras demonstrando como o aplicativo do banco pode mostrar o consumo de carbono dos clientes, e nele, elas dão dicas sobre como reduzir a emissão do gás carbono, que prejudica a camada de ozônio da terra. Uma das dicas é a adesão à Campanha Segunda Sem Carne, que surgiu nos Estados Unidos no ano de 2003 e passou a ter adesão dos brasileiros em 2009. A Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) trabalha para que, pelo menos uma vez por semana, alimentos de origem animal sejam substituídos pelos de origem vegetal, para que os impactos acusados pelo consumo de alimentos de origem animal sejam amenizados.

A dica das blogueiras na propaganda não foi bem aceita pelos pecuaristas brasileiros, em especial, os do Araguaia, que promovem um “boicote” ao Banco Bradesco congelando operações. De acordo com os produtores de gado, pelo menos pelas próximas duas semanas, nenhuma operação bancária será realizada no Bradesco. Além do mais, protestos são preparados em frente às unidades bancárias de Porto Alegre do Norte, Água Boa, Canarana, Barra do Garças e outros municípios araguaienses.

Entidades como Instituto Mato-grossense da Carne (Imac) e a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) criticaram a publicidade e divulgaram notas de repúdio contra o banco.
O Bradesco, por sua vez, removeu o conteúdo de suas plataformas digitais e divulgou uma carta aberta se desculpando com o agronegócio brasileiro.

Em diversas cidades, os produtores promovem churrascos em frente às agências bancárias e distribuem espetinhos para a população geral. Em Canarana, até o momento, mais de mil espetos e refrigerantes foram entregues aos moradores.

Veja na íntegra:

CARTA ABERTA AO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

Ao longo de seus quase 79 anos de história o Bradesco apoiou de forma plena o segmento do agronegócio brasileiro, estabelecendo parcerias sólidas e produtivas. Tal opção é baseada em sua crença indelével nesse segmento enquanto vetor de desenvolvimento social e econômico do país.

Contudo, nos últimos dias lamentavelmente vimos uma posição descabida de influenciadores digitais em relação ao consumo de carne bovina, associadas à nossa marca.

Importante dizer que tal posição não representa a visão desta casa em relação ao consumo da carne bovina.

Pelo contrário.

O Bradesco acredita e promove direta e indiretamente a pecuária brasileira e por conseguinte o consumo de carne bovina.

Diante do ocorrido, medidas foram imediatamente tomadas incluindo a remoção do conteúdo de ambiente público, e, além disso, ações administrativas internas severas.

Dessa forma, reiteramos nossa lamenta pelo ocorrido e reforçamos mais uma vez nossa crença irrestrita na pecuária brasileira.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet