Quarta-feira, 19 de janeiro de 2022
informe o texto

Notícias | Cidades

Pelo menos cinco municípios de MT decretaram situação de emergência devido às chuvas; 4 são no Araguaia

Fortes tempestades estão deixando casas inundadas, pontes destruídas e famílias isoladas

10/01/2022 | 09:12 - Atualizada em 10/01/2022 | 09:16

G1

Pelo menos cinco municípios de MT decretaram situação de emergência devido às chuvas; 4 são no Araguaia

Ponte de madeira que foi levada pelas chuvas em Água Boa (MT)

Foto: Arquivo pessoal/Aurea Campos

Cinco municípios de Mato Grosso decretaram situação de emergência devido às chuvas intensas ocorridas nas últimas semanas no estado. De acordo com a Defesa Civil, Santa Terezinha, Confresa, Luciara, Nova Bandeirantes e Água Boa registraram fortes tempestades e agora são acompanhadas pelo órgão.

O período de chuva no estado começou em novembro do ano passado de forma intensa. O fenômeno La Niña tem causado influência nesse período, principalmente no norte de Mato Grosso.

Cinco municípios de Mato Grosso decretaram situação de emergência devido às chuvas intensas ocorridas nas últimas semanas no estado. De acordo com a Defesa Civil, Santa Terezinha, Confresa, Luciara, Nova Bandeirantes e Água Boa registraram fortes tempestades e agora são acompanhadas pelo órgão.

O período de chuva no estado começou em novembro do ano passado de forma intensa. O fenômeno La Niña tem causado influência nesse período, principalmente no norte de Mato Grosso.

Já em Luciara, a 1.180 km de Cuiabá, há o caso de uma aldeia que está sendo afetada com a cheia do Rio Tapirapé. A situação de emergência também é analisada pelo governo.

Em Nova Bandeirantes, a 980 km da capital, também houve registros de desastres por causa das chuvas. O município solicitou ajuda da Defesa Civil, que está acompanhando a situação.

Em Água Boa, a 736 km de Cuiabá, uma ponte de madeira da MT-110 foi levada pela água e uma vila está completamente isolada até que a ponte seja restabelecida. A prefeitura solicitou apoio técnico da Defesa Civil para conseguir se recuperar.

De acordo com a engenheira sanitarista de Água Boa, Aurea Campos, a vila possui cerca de 400 lotes rurais e uma média de 200 famílias que moram na região.

As principais vias de acesso à vila estão tomadas pelas águas do Rio 7 de Setembro, que transbordou com as tempestades.

Além disso, a prefeitura solicitou auxílio para recuperar as estradas e melhorar o acesso de comunidades que estão sofrendo com as chuvas.

Chuva em outros locais

Várias famílias foram atingidas por enchente registrada no município de Diamantino, a 209 km de Cuiabá, na quarta-feira (5). Ao todo, cinco bairros da cidade foram atingidos. Segundo o Inmet, choveu 150 milímetros.

Além disso, quatro famílias precisaram de atendimento da administração local. O grande volume de água levou os rios Diamantino e Ribeirão do Ouro a transbordarem.

Em Barra do Bugres, a 169 km de Cuiabá, as chuvas já acumularam entre 250 e 300 milímetros de água, entre os dias 23 de dezembro e 6 deste mês. Uma comunidade quilombola ficou isolada na região por causa das chuvas.


Precipitação acumulada nos últimos 15 dias no país mostra que Mato Grosso é um dos estados atingidos pelas tempestades — Foto: Reprodução/Inmet

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet