Sexta-feira, 1 de março de 2024
informe o texto

Notícias | Cidades

Ministério do Meio Ambiente decreta estado de emergência em Confresa e outras cidades de MT por risco de incêndios florestais

Medida vale para os municípios das regiões Nordeste, Norte e Sudeste mato-grossenses

12/02/2024 | 06:38

Repórter MT

Ministério do Meio Ambiente decreta estado de emergência em Confresa e outras cidades de MT por risco de incêndios florestais

As medidas começam a partir do mês de março

Foto: Reprodução

O Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima decretou estado de emergência ambiental por conta do risco de incêndios florestais em Mato Grosso. A portaria foi assinada pela ministra Marina Silva e publicada no Diário Oficial da União que circulou na quinta-feira (8).

De acordo com o documento, ficarão em estado de emergência os municípios das regiões Nordeste, Norte e Sudeste mato-grossenses, entre os meses de março a outubro de 2024.

Entre essas cidades estão Aripuanã, Brasnorte, Castanheira, Colniza, Nova Mutum, Sorriso, Canarana, Nova Nazaré, Querência, Tesouro, Rondonópolis, Campo Verde, Jaciara, Primavera do Leste, Alto Araguaia, Barra do Garças, Confresa, Vila Rica, Colíder, Diamantino, Juara, Juína, Lucas do Rio Verde, Sinop, Sorriso, entre outras.

Vale lembrar que as cidades ao Norte do estado são as que costumam ter os maiores índices de incêndios florestais.

Entre os meses de abril a novembro de 2024, ficam em estado de emergência os municípios do Sudoeste Mato-grossense, como Pontes e Lacerda, Tangará da Serra, Indiavaí, Jauru e Lambari d'Oeste.

Já na região Centro-Sul, ficou estabelecido situação de emergência entre os meses de maio a dezembro de 2024. Nessa região estão localizadas a Capital do estado e cidades como Arenápolis, Nortelândia, Nova Marilândia e Poconé, onde está parte do Pantanal.

Os decretos de emergência facilitam a aquisição de recursos para os estados.

Incêndios em MT

Mato Grosso registrou em 2023 21,7 mil focos incêndios. O número este ano é de 1.035.

No mês de janeiro os focos registrados já ultrapassaram a média história para o período. 847 focos de incêndio já foram registrados, sendo que a média seria de 394. 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet